«A forma inteligente de manter as pessoas passivas e obedientes é limitar estritamente o espectro da opinião aceitável, estimulando concomitante e muito intensamente o debate dentro daquele espectro... Isto dá às pessoas a sensação de que o livre pensamento está pujante, e ao mesmo tempo os pressupostos do sistema são reforçados através desses limites impostos à amplitude do debate».Noam Chomsky

"The smart way to keep people passive and obedient is to strictly limit the spectrum of acceptable opinion, but allow very lively debate within that spectrum - even encourage the more critical and dissident views. That gives people the sense that there's free thinking going on, while all the time the presuppositions of the system are being reinforced by the limits put on the range of the debate." – Noam Chomsky

It will reopen now and then.



1 de março de 2007

A Chácara

Tive um amigo, mais velho, que me dizia não ser Portugal um país.

"Portugal é uma Chácara", dizia ele, com seu ar carrancudo de anti-comunista convicto.

Dizía isso para me irritar. Ele sabia como "levar-me aos arames".

Hoje, decorridos muitos anos depois da sua "partida", tenho que reconhecer que que o meu amigo tinha razão.

Mas a culpa não é do País . A culpa é da maioria dos portugueses.

Enquanto consentirmos, votando, que se cometam arbitrariedades (em defesa de interesses ideológicos, políticos e económicos das minorias), não podemos considerar-nos cidadãos de corpo inteiro.

Ideologicamente, Sousa Lara (o tal das negociatas da "Moderna"), num governo de Cavaco Silva, cometeu, há tempos, um tremendo crime cultural.

Ao negar-se a apresentar a candidatura de José Saramago ao Prémio Nobel, só (?) porque este escreveu um livro cujo título (O Evangelho segundo Jesus Cristo) não lhe agradava, cometeu uma "revanche" bacôca, sem precedentes.

Pacoviamente, agora ao nível da blogolândia, temos seguidores de Sousa Lara:

Hoje li, por acaso, um "comment" sobre o nosso Prémio Nobel, postado em 28.12.2006, que nos define bem, a quase todos nós:

-" É uma opinião. Para mim, alguém que é comuna é à partida má pessoa antes de tudo!(...) ".

O que me valeu foi ter lido a seguir, para meu conforto, o que singela e signigicativamente fizeram ao nosso Saramago, numa cidade de Espanha.
Tenho a certeza de que o meu amigo, se fosse vivo e do que precede tivesse conhecimento, me diria assim, quando me encontrasse, apesar do seu anti-comunismo convicto:
- "Mas a Espanha é um país, meu amigo!..."

ver também: Clique AQUI.

29 comentários:

violeta disse...

É verdade este homem é amado em espanha...mal amado no seu país..
só porque somos os mai eletrados da
UE..!!??

aqui vai uma entrevista..que devemos registar.

http://www.youtube.com/watch?v=tkJdqEGU_y8

Eric Blair disse...

Pá, vozes de burro...

Grande Saramago.

RAFAEL disse...

Amigo Zé, nin tanto assim.
Saramago, ten dito nese acto no que se lle nomeou fillo adoptivo de Andalucía: "En primerísimo lugar soy portugués..."
¡¡Claro que Portugal e un país!!
O que aconteçe e que esta cheio de portugueses, coma Espanha de espanhois, en entre tantos ten que haber de tudo.
¿Nao é?
Adoro o voso pais, e o meu.
Juntos repartimos o mundo e Juntos somos Iberia, o segundo que se sinte Saramago, Ibérico.
Abraços.

MaleNa disse...

Adoro a Saramago.

Me inclino ante el.

Para el arte no hay fronteras.


Cariños

Jofre Alves disse...

Vim cá ter acidentalmente, e de tudo o que vi e apreciei gostei imenso pela grande qualidade. Parabéns e boa semana.

belinha disse...

Ai que nojo de comentário. Eu, que não sou coisa nenhuma- o que ainda é pior, confesso- estou à vontade para o dizer. Por acaso alguns dos meus valores culturais situam-se à esquerda, senão a maioria. O Saramago diz, de vez em quando, uns disparates jeitosos. Mas todos os dizemos. Eu já lia o Saramago muito antes do Nobel e depois do Nobel até fui sacar-lhe o autógrafo ritual e levei o primeiro livro que comprei escrito por ele, Manual de pintura e caligarafia. Foi uma sessão um pouco tempestuosa pois nas bancadas no Casino havia ruidos diversos e o escritor não gostou, comentando isso bruscamente.Ele pode ter um feitio difícil, mas eu também tenho.Eu e muitos. Temos de compreender que as pessoas são um todo e que não é por serem escritoras, médicas, vendedoras exímias que são perfeitas. Há que compreender e censurar o censurável e desculpar o desculpável. Mas nós, país, não temos muito tacto a lidar com valores culturais.É mais fácil o futebol...

A propósito disto e também ainda do João Garcia, vou esperar pela imprensa da próxima semana a ver se vem notícia já que antes não houve.Mas desconfio que não haverá. São coisas assim que não se percebem.Já li metade do livro e agora ainda o acho mais extraordinário...

Bom Domingo e desculpas por não aparecer mais por aqui.Mas eunão tenho andado mesmo pelos blogs, estou com alguns aborrecimentos em cima da mesa que me afastam da Internet...

Nitaiha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Túlio Hostílio disse...

se calhar é mesmo uma chácara...

palabras con ningun sentido disse...

Ze, amigo, no te dejes convencer por loas avatares del destino, una nación se construye con la suma de las estupideces de muchos y las valientes resistencias a rendirse de algunos pocos.
A veces, esos pocos, se convierten en faros de dignidad y logran que los muchos los sigan al sueño.
Me agrada la música de tu blog y los contenidos.
Un fuerte abrazo

PR disse...

As vacas voam, está visto. Abraço.

LFM disse...

Posso não apreciar a vertente comunista, mas detesto sobretudo, quem achar que um comunista é uma má pessoa.
Todos os comunistas que conheço colocam-me a mim a um canto!

Ernest disse...

portugal es um país muito bello, sim, um pequehno país. Mas a Portugal é um país, meu amigo!

um abraco caro amigo.

Miguel disse...

Já nem sei de quem é a culpa ...!

Zé,

Obrigado pela visita e comentário n´A Minha Matilde ...!

Parabéns pelo teu blog ...!
Vou pssar por cá mais vezes ...!

Uma Boa Semana!
Um Abraço da Matilde e Cª!

maria disse...

Efectivamente...
Este país continua tacanhozito, continua... e essas afirmações da cegueira anti-comunista por cá vagueiam (e crescem?) ainda.
Não há paciência! Definitivamente: não há paciência! mas, também é bem verdade como ali diz o eric blair: vozes de burro...

:)
O Eça também disse uma bela actualidade sobre portugal, não foi?! ;)

Dae-su Oh disse...

É a hipocrisia de país que temos, feito por portugueses hipócritas, cabe alguns de nós discordar e denunciar certos males que escapam impunes no seio da comunicação social.

O Micróbio II disse...

Nunca ninguém tirou mérito ao "nosso" Saramago... mas de acordo com a liberdade de expressão (apanágio defendido pelo próprio Saramago e que tanto fez na sua vida para a defender) sou dos que tem opinião bem diferente sob o ponto de vista da entrega do Nobel: ficaria muito melhor nas mãos do Lobo Antunes, mas peferências literárias não se discutem! Quanto ao Saramago, ainda antes do episódio triste do Lara, já ele tinha demosntrado o seu amor pelo seu país, ao afirmar que tinha "vergonha" de ser português, logo após a vitória do Cavaco Silva nas legislativas... se isto é pensamento que se divulgue de quem se diz defensor acérrimo da democracia, enfim! Mas nós sabemos o que é a democracia para quem se esconde atrás de uma ideologia marxita. Por isso deixem lá ficar o homem na ilha que tanto aprecia... assim lucramos todos: ele porque está num sítio que gosta e nós porque lucramos com a qualidade de um português que não gosta do seu país mas que nunca deixou de ser português... outros há que até a isso renunciaram!

Laura disse...

Olá Zé Lérias..
É verdade, as pessoas sem conhecerem sem saberem, condenam logo à partida. Fui ensinada a pensar que os comunistas não prestavam..que papavam tudo. cresci, aprendi, vi observei tudo, e conheci muitos que eram excelentes pessoas e digo-te..caga nessa gente que tem a presunção de dizer besteiradas destas.. Gosto de saramago, dele conheço alguns livros, poucos, mas já li entrevistas de que gostei muito que muitos das direitas nãos abem dizer..por isso., Saramago é prémio Nobel, lá fora recebe todos os louros possiveis. Até assisti a uma entrevista com a mulher dele aqui na TV dois e dava legendas, adorei..e tem razão. São daqueles que já fazem alguma coisa para que se ajude a todos a ter o direito ao que só teem alguns..Gostei muito sim, e disse muitas verdades que aqui ninguém diz , nem vê....
Beijinho de mim..

soleil disse...

Escribes lindo te animas a hacerlo en castellano????
recomenzar.blogspot.com

Conceição Bernardino disse...

Olá,

Povo

Ò povo que trais sem saber
O corpo que cansada da luta não
Pode ver

Ò néscio que não tiveste
Quem a ti te ensinasse
A andar.

Ò triste que caminhas com os
Pés dos outros,
Sem saber no que estás a pisar!

Poema da autoria de LILIANA BARRETO do LIVRO POISEIS II

Desejo-te uma bela semana, na companhia deste belo poema que encantou os sentidos.

Beijinhos ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Isabel Magalhães disse...

Caro Amigo;

Portugal anda mal frequentado, é um facto, e o Sousa Lara estave muito mal e não houve quem o chamasse à razão.

Olhe, eu não sou comunista - rejeito toda e qualquer forma de ditadura - mas não misturo as estações e leio Saramago. E gosto!

Aproveito para agradecer a sua passagem pelo Oeiras Local.

Um abraço.
I.

Kalinka disse...

Dormiria pouco,sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz.
Não deixaria passar um só dia sem dizer às gentes- te amo, te amo. Convenceria cada mulher e cada homem que são os meus favoritos e viveria enamorado do amor. Aos homens, lhes provaria como estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem quando deixam de se apaixonar.
A uma criança,lhe daria asas,mas deixaria que aprendesse a voar sozinha. Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento.
Aprendí que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela primeira vez o dedo do pai, o tem prisioneiro para sempre.
Aprendí que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se.
GABRIEL GARCIA MARQUEZ

Eu também «aprendi» com ele e, subscrevo tudo que ele diz.
Uma homenagem no dia do seu aniversário.

Outro prémio nobel...

Savonarola disse...

Ao Leão Tolstoi não atribuíram o Prémio Nobel. Por isso, digo que vale o que vale... Há tantos e tantos escritores de mérito que não o receberam: veja-se o António Lobo Antunes, ou o Jorge Amado, entre outros.
Este país também vale o que vale: certamente nunca receberia o Prémio Nobel da Qualidade. Enquanto o poder for medíocre, pouco há a esperar.
Um abraço

jpg disse...

É natural que Saramago não seja bem-querido em Portugal, não pelos leitores mas pelas esferas políticas que lhe não perdoam assumir-se ideologicamente e desprezar o rebanho para seguir só.

É um grande escritor em qualquer sentido. O resto são invejas etricas mesquinhas de piolhosos pensantes.

Um abraço.

Opintas/Bernardo disse...

Olha que o post era meu, Kamarada. Boa tarde e um abraço.

CORCUNDA disse...

Preconceitoismo primário. É triste, mas quase sempre o melhor que o país produz é primeiro reconhecido no estrangeiro. Depois existem certos mentecaptos cegos incapazes de discernir entre a opinião e a razão.
Abraço.

sem-comentarios disse...

Não gosto nada do Saramago, é arrogante demais para o meu gosto.
Já se perguntaram pq ele é mau amado ?

bj*

sem-comentarios disse...

ah ... esqueci de dizer, quanto ao comentário que leste, é de alguém sem o minimo de consciencia :)
não ligues.
Agora, o teu amigo tinha razão quanto ao nosso país.
Só não gosto de Saramago...só isso.

Raquel disse...

Se perguntarmos aqueles que estão
próximos..médicos..advogados..engenheiros..sapateiros..etc..etc quem
são os bom pintores que conhecem..respoderiam que o que mora perto de si é bestial!!Nos escritores ..igual..etc..etc..
E se não são do seu club..não..prestam..Tal qua na politica!!Os do meu club são os maiores.Pois é..assim continua namesma como a lesma

Sulista disse...

«Mas..A culpa é da maioria dos portugueses.»

Aos anos que digo isso!
Enquanto continuarem a votar neles todos, os portugueses, no geral, têm o que merecem!!
Somos um povo mesmo idiota...que tem muitas ideias ;-)

Um Abraço de solidariedade pela escrita!
:-)